O PS e o PSD decidiram, no prazo de uma semana, analisar o primeiro ano de mandato do executivo socialista na autarquia sampedrense. O primeiro a dar conta do trabalho levado a efeito ao longo destes 12 meses foi o Executivo socialista na Câmara Municipal, que escolheu o dia em que iniciou funções – 21 de Outubro – para dar uma conferência de imprensa, pelas 17 horas, nos Paços do Concelho. Assim, para o PS, este primeiro ano de mandato teve um “balanço positivo” e o presidente da Câmara, Vítor Figueiredo, deixou claro que “as necessidades mais urgentes das populações foram atendidas”. Por sua vez, dias depois, a 27 de Outubro, pelas 18 horas, numa unidade hoteleira das Termas de S. Pedro do Sul, foi a vez do PSD, volvido um ano, falar sobre a tomada de posse do Executivo Camarário liderado por Vítor Figueiredo. António Oliveira, da Comissão Política de Secção do Partido Social Democrata de S. Pedro do Sul, considera “ser sua função, enquanto oposição, apreciar o trabalho levado a cabo até ao momento pela autarquia socialista”. Trabalho esse que considerou ser “de muita parra e pouca uva”, em que “os sampedrenses, apesar de descontentes, têm sido muito tolerantes para com esta Câmara”.

 

Leia notícia detalhada na edição impressa.