O Município sampedrense aprovou na última reunião de Câmara, a 24 de Fevereiro, o valor de 30 mil euros a consagrar no orçamento do referido órgão para o ano de 2016, a afectar ao orçamento participativo. Na prática, este valor é disponibilizado para os munícipes concorrerem com ideias nas mais diversas áreas, como sendo a ambiental, a acção social, o ordenamento do território, a educação, entre outras. Assim, e mediante regulamento já aprovado, será criada uma comissão técnica de acompanhamento, onde os cidadãos poderão, em calendário a definir ao longo deste ano, candidatar-se com as suas ideias. Ideias essas que após avaliação da comissão técnica e respectivo júri poderão ser aprovadas e, posteriormente, executadas no decorrer do ano de 2016.

 

Leia notícia detalhada na edição impressa.