Dois quilómetros e meio de estrada vão ser requalificados, no âmbito de um projecto que está a ser elaborado pela autarquia sampedrense e que visa melhorar as acessibilidades [na Estrada Nacional 16] entre dois núcleos urbanos distintos: a Cidade e as Termas de S. Pedro do Sul. Contudo, é importante que se diga que estes núcleos vão passar a estar interligados a uma rede de percursos pedonais e cicláveis a construir ao longo das margens do rio Vouga e na futura Ecopista, a ser implantada sobre a antiga linha de caminho-de-ferro. Prevê-se ainda a construção de duas rotundas: uma na recta de Várzea e a outra na primeira entrada das Termas, junto à ponte da variante. Assim, num percurso que vai da rotunda do Intermarché até antiga Escola Primária das Termas, o projecto, que neste momento se encontra em execução, está enquadrado na Área de Reabilitação Urbana da cidade de S. Pedro do Sul, recentemente criada. Contactado o presidente da Câmara, Vítor Figueiredo, disse-nos que, “neste momento, se encontra uma equipa técnica a trabalhar no projecto, o qual tencionamos candidatar ao novo quadro comunitário ‘Portugal 2020’”.

 

Leia notícia detalhada na edição impressa.