A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Santa Cruz da Trapa assinou, recentemente, um contrato de financiamento comunitário, através do Programa Operacional de Valorização do Território [POVT - QREN], para a ampliação e remodelação do quartel, num investimento total de 395 mil euros. Este financiamento será suportado em 85 por cento pelo POVT, num valor aproximado de 336 mil euros, sendo a restante verba [15 por cento] assegurada pela corporação. Como tal, para breve será lançado um novo concurso público para a execução da obra [depois de um primeiro ter sido suspenso], pelo que, considerando os prazos legais de publicitação do mesmo, a direcção da corporação prevê que as obras se iniciem no mês de Junho, sob pena de impreterivelmente terem de estar executada até 31 de Dezembro de 2015, visto que qualquer empreitada após esta data não será financiada. Este anseio, de tantos anos, é para o presidente da Direcção da Corporação, João Fraga, nada mais que “um serviço público que está a ser prestado, decorrendo daí um sentimento de gratificação do ponto de vista humanitário e social”, sendo que também realça a valorização “desta estrutura para a comunidade institucional local”. Considera também que as “instalações do quartel constituem uma estrutura que deve ser relacionada com a interinstitucionalidade decorrente de uma perspectiva de relações de entreajuda das associações locais”.

 

Leia notícia detalhada na edição impressa.