Em Rio de Mel, freguesia de Pindelo dos Milagres (S. Pedro do Sul), existe um largo, com alguns anos, que necessita de obras de reabilitação. Os trabalhos, segundo nos informou o presidente da Junta local, Manuel Cardoso Mamouros, passam pelo alargamento do espaço e como tal foi depositado, há tempos, por um particular aterro no terreno em causa. Contudo, aí está o problema, conforme disse ao “Notícias de Lafões” o autarca, referindo-se ao facto de ainda não haver um muro de suporte para “segurar” esse mesmo aterro. De acordo com Manuel Cardoso Mamouros “se vierem chuvas fortes a possibilidade de derrocada é grande, o que poderá causar muitos problemas, visto que descerá ao aqueduto e colocará em causa duas casas próximas ao local”. Contactada a Câmara Municipal de S. Pedro do Sul, na pessoa do seu presidente, Vítor Figueiredo, confirmou-nos a situação relatada pelo autarca de Pindelo dos Milagres, mas referiu que este novo Executivo não tem neste momento “fundos para a realização desta obra”.

Leia notícia detalhada na edição impressa.

Com as luzinhas acesas em alguns pontos da Cidade a brindar mais um fim de um ano e a relembrar que Natal deve ser todos os dias, a autarquia sampedrense prepara-se para dar início a mais uma actividade. Assim, já na próxima semana, dias 20 e 21 de Dezembro, as ruas da Cidade de S. Pedro do Sul vão ser contagiadas pela magia do Natal, com algumas tocatas de ranchos do concelho a percorrê-las, dinamizando-as numa acção considerada pela Câmara Municipal como importante e necessária. Para além disso, serão dados vouchers a quem comprar no comércio local. Ou seja, de acordo com o valor da compra, o cliente terá direito ao levantamento de vouchers de tratamento na Termalistur, Empresa Municipal que gere as Termas de S. Pedro do Sul, mediante comprovativo.

Leia notícia detalhada na edição impressa.

Um estudo apresentado, recentemente, pela Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas dá conta que 111 Empresas Municipais poderão ser extintas até Março de 2014, por não terem viabilidade financeira. De acordo com a Lei 50/2012, de 31 de Agosto, serão objecto de dissolução, no prazo de seis meses, as empresas municipais em que se verifique, entre outras situações, o resultado líquido de exercício negativo durante três anos seguidos. Pegando neste assunto, dado que no concelho de S. Pedro do Sul há uma empresa municipal, o “Notícias de Lafões” contactou o presidente do Conselho de Administração da Termalistur, Victor Leal, em exercício desde Novembro passado, para saber qual a real situação. O responsável explicou que no ano de 2011 a empresa não deu prejuízo. Contudo, em 2012 o resultado líquido foi negativo e tudo aponta para que em 2013, aquando do fecho das contas também o seja. Assim, se a empresa não reverter esses resultados em 2014, poderá encerrar portas em 2015.

Leia notícia detalhada na edição impressa.

Dezenas de pessoas receberam, durante a manhã do dia 7 de Dezembro, o presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, e a primeira-dama, Maria Cavaco Silva, aquando da inauguração do Lar e Centro de Dia do Centro Social de Vila Maior, no concelho de S. Pedro do Sul. O Chefe de Estado foi recebido pelas entidades locais, como seja o presidente da Direcção do Centro Social de Vila Maior, Manuel Mouro Pinto, o presidente da Câmara Municipal de S. Pedro do Sul, Vítor Figueiredo, entre outros. De seguida, o Grupo de Danças e Cantares de Vila Maior Lafões brindou os presentes com uma moda local, antecedendo o momento do descerramento da placa de inauguração do espaço, por Cavaco Silva e Manuel Mouro Pinto. Segundo o presidente da Direcção do Centro Social, o Lar e Centro de Dia tiveram um investimento de cerca 1 milhão e 700 mil euros, comparticipado pelo PARES em 542.760 mil euros. 

Leia notícia detalhada na edição impressa.

Com início das obras previsto para Janeiro próximo, o centro da Vila de Santa Cruz da Trapa vai receber mais um equipamento indispensável. Quem o garante ao “Notícias de Lafões” é o presidente da União das Freguesias de Santa Cruz da Trapa e São Cristóvão de Lafões, Luís Teixeira. Estamos a falar da remodelação da antiga casa da Junta de Freguesia local, que se transformará numa “Casa Multiusos”. De acordo com Luís Teixeira, “com esta intervenção o edifício vai ficar dotado de várias valências de índole cultural e formativa”. Ou seja, haverá espaço internet e de formação, abertos à população local e a demais pessoas que pretendam usufruir dos mesmos. A obra, cujo valor total é de 97.923,00 euros, conta com a comparticipação da ADRIMAG em 60 por cento. Os restantes 40 por cento serão suportados por fundos da União das Freguesias de Santa Cruz da Trapa e São Cristóvão de Lafões.

Leia notícia detalhada na edição impressa.